• Natália Vinhas

É possível não sentir ciúmes em um relacionamento?



Relacionamentos íntimos saudáveis são uma das maiores alegrias da vida, trazendo companheirismo, risos e paixão à vida de ambos os parceiros. Quando seu relacionamento é baseado em confiança, ele serve como barco salva-vidas, âncora e vela que o mantém à tona, seguro e cheio de propósito. Quando o ciúme corrói a confiança e o respeito em sua parceria, o relacionamento se torna um peso que dificulta o progresso pessoal.

Portanto, é possível e necessário não sentir ciúmes em um relacionamento. Entender como deixar de ter ciúmes em um relacionamento é um pré-requisito para uma união saudável. Independentemente da bagagem que a outra pessoa leve para dentro da relação, você pode trabalhar sozinho para domar o ciúme e criar uma parceria significativa.

Como parar de sentir ciúmes

Seu parceiro ou sua parceira sofrerá se você deixar o ciúme descontrolado. Para entender como deixar de ser uma pessoa ciumenta, é preciso ser sincero consigo mesmo e com a pessoa que você está. Chegue ao fundo do seu ciúme e crie uma dinâmica de relacionamento mais saudável.

1. Seja honesto sobre o impacto do ciúme.

É impossível resolver um problema se você se recusar a reconhecê-lo. Em vez de fingir que não está com ciúmes ou que seu ciúme não é um problema, seja honesto. Como você se sente por causa de suas inseguranças e como elas estão prejudicando seu relacionamento? Pode ser difícil reconhecer os problemas que a sua inveja está causando, mas fique animado com o fato de que você está dando o primeiro passo para um relacionamento mais saudável.

2. Pergunte o que seu ciúme está lhe dizendo.

Em vez de encarar o ciúme como um problema, olhe para o seu ciúme como uma solução. O ciúme (ou qualquer outro problema de relacionamento) é uma janela de oportunidade que podemos observar para obter clareza.

Em vez de interromper completamente o comportamento ciumento, procure entender o comportamento primeiro. Que problema o ciúme está tentando resolver? Se você está com ciúmes porque seu parceiro quebrou sua confiança, é a quebra de confiança que é o verdadeiro problema.

Se você está projetando suas inseguranças em seu parceiro, são essas inseguranças que precisam de atenção. Se você tem inveja dos sucessos de seu parceiro, talvez exista um elemento prejudicial da concorrência que precise ser eliminado.

Qualquer que seja a causa, considerar o ciúme como uma “solução” e trabalhar para trás a partir daí o ajudará a entender como parar de ficar com ciúmes em um relacionamento. Ao chegar ao problema real, você pode resolvê-lo para encontrar um alívio duradouro.

3. Liste suas inseguranças.

Entender como deixar de ser uma pessoa ciumenta começa por olhar a si mesmo. Que inseguranças estão provocando seu ciúme? Você não tem certeza de si mesmo devido ao perfeccionismo? Você está se comparando aos outros? Você não está fazendo essa lista para se envergonhar – você é o dono ou dona do seu papel no relacionamento.

4. Cultive a autoconfiança.

Depois de fazer uma lista das inseguranças que provocam seu ciúme, escreva um antídoto para cada uma delas. Se você vive à sombra do ex do seu parceiro, faça uma lista de todas as características que o seu parceiro ama em você.

Se você se comparar constantemente com celebridades, deixe de seguir no Instagram por uma semana. Ao dar-se espaço a partir de sentimentos de inferioridade, você poderá desenvolver a autoconfiança necessária para superar o ciúme.

5. Considere a fonte de sua insegurança.

Deixar de ter ciúmes em um relacionamento geralmente é uma questão de curar as feridas do passado. Se você está com ciúmes devido a um problema não resolvido, como um trauma ou vício na infância, obtenha o apoio necessário para superá-lo. Com a ajuda certa, você pode transformar suas lutas em fontes de força.

7. Crie “habilidades de enfrentamento” saudáveis.

Às vezes, pode ser difícil deixar de ciúmes em um relacionamento se você não tiver maneiras mais saudáveis de se relacionar. Desde que seu parceiro não lhe dê uma razão para suspeitar ou ter ciúmes (por exemplo, traindo você ou mentindo habitualmente), é sua responsabilidade domar a fonte do seu ciúme.

Reconheça que você não precisa de ciúmes – você está acostumado a isso. Pratique o autocuidado e nutra sua saúde física, emocional e mental. Quando você prioriza mecanismos de enfrentamento saudáveis, eles se tornam a norma e eventualmente substituem o ciúme.


  1. Natália Vinhas - CRP 12/12182 Psicóloga Online Especialista em Psicologia Hospitalar - USP Especialização em Obesidade e Transtorno Alimentar - USP Colunista Psiconectado Site: www.psicologanataliavinhas.com.br Instagram: @psicologanataliavinhas

5 views

Redes sociais

Whatsapp

+55 48 996957736

  • Facebook Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon

Certificado

CFP